Rally Dakar 2021

Brasileiros fazem o melhor tempo no prólogo do Dakar.

O Brasil começou bem no Dakar 2021. No prólogo da prova, que define as posições da largada que está marcada para amanhã (03) na Arábia Saudita, a categoria UTV teve domínio de competidores do país – e com nomes que já conquistaram o título do Dakar. O primeiro lugar ficou com a dupla formada pelo piloto norte-americano Austin Jones e o navegador catarinense Gustavo Gugelmin, com uma tripulação 100% brasileira no segundo lugar: Reinaldo Varela e Mayquel Justo.

“A aventura só começou” – Gugelmin e Varela foram campeões do Dakar em 2018, quando formavam uma dupla. “Foi um resultado muito bom para começar este Dakar”, disse Varela. “É bom ver que você está competitivo desde o início, mas o que vale é o que vai acontecer nos próximos doze dias. Temos quase oito mil quilômetros de corrida pela frente. A aventura só começou”, resumiu o piloto da equipe Monster Energy Can Am.
O Brasil também conta com a participação na categoria Carros, que teve o melhor tempo registrado pelo piloto catarense Nasser Al-Attiyah, com navegação do francês Matthieu Baumel. A dupla Marcelo Gastaldi/Lourival Roldan sai do 21º lugar, enquanto Guilherme Spinelli/Youssef Haddad começarão da 24ª posição.


Entre as motos o melhor foi o norte-americano Ricky Brabec, da Honda, com o francês Alexandre Giroud dominando a classificação entre os quadriciclos.

O Dakar em resumo – Com largada no próximo domingo, dia três de janeiro e disputada inteiramente na Arábia Saudita, a 43ª edição do Dakar terá em seus 7.646km um total de 4.767km de especiais – trechos cronometrados em alta velocidade. Os restantes 2.879km são correspondentes aos deslocamentos entre os pontos de largada e chegada em cada um dos doze dias. O roteiro da prova começa e termina Jedá. Além de Monster Energy e Can-Am, Reinaldo Varela e Maykel Justo também contam com apoio de Norton, Divino Fogão e Motul.

texto e Imagens: BestPR Comunicação