A Dürr construi linha de pintura inteligente para o Grupo BMW

Postado em: 04/2018

unnamed

A Dürr está construindo uma linha de pintura no México para seu cliente, o Grupo BMW, que atende aos requisitos da produção conectada da Indústria 4.0. Essa planta ultramoderna apresenta o primeiro conceito de fábrica inteligente integrada da Dürr no mundo, e está sendo construída em San Luis Potosi.

A Dürr está fornecendo a linha de pintura completa, desde pré-tratamento (PT) e eletrodeposição (EC), passando pelas cabines de pintura com a tecnologia de aplicação, até as estufas. A estação de tratamento de resíduos, as instalações do sistema completo de deionização da água (planta DI) e a ventilação predial estão também incluídas no escopo dos serviços fornecidos pela Dürr. Os respectivos processos são desenvolvidos em torno da integração consistente de soluções inteligentes.

No primeiro estágio, a linha de pintura está sendo projetada para uma capacidade de 35 veículos por hora, com a opção de dobrar a capacidade futuramente; e a área de PT/EC já foi inicialmente projetada para 60 veículos por hora. A BMW utilizará nesta planta seu já comprovado IPP (Processo integrado de pintura) totalmente automatizado, o qual elimina o primer e, assim, elimina uma fase de secagem.
unnamed

Em termos de layout da linha de pintura, a Dürr conta com um prédio industrial sem quaisquer níveis intermediários, em conjunto com armazenamento multifuncional de carrocerias com a tecnologia de armazém vertical na planta do Grupo BMW. Este conceito oferece a vantagem de classificar os veículos com acesso eletivo, o que elimina a necessidade de um armazenamento adicional de carrocerias pintadas do tipo convencional.

A sustentabilidade, de imediato, está presente na área de PT/EC. O processo de imersão RoDip rotativo é utilizado no pré-tratamento e na eletrodeposição. Já que as carrocerias são totalmente rotacionadas no tanque, o RoDip não precisa de inclinações de entrada e de saída. O volume menor desse tanque mais curto reduz a quantidade de água e produtos químicos necessários, reduzindo, portanto, o consumo de energia para o condicionamento do tanque. O uso da tecnologia de membrana no PT/EC, assim como na estação de tratamento de água residual, reduz ainda mais o consumo de água e o volume da água residual.

Um total de 30 robôs EcoRP E/L133i da terceira e última geração asseguram aplicação eficiente da tinta em San Luis Potosi. Os robôs podem ser operados em um trilho que corre acima ou abaixo das linhas de aplicação de acabamento e de verniz. Eles são utilizados como abridores de porta-malas e para pintura externa e interna. Pela primeira vez no continente americano, está sendo utilizado o novo robô de pintura da Dürr com controle habilitado para nuvem.

O recém-desenvolvido controlador de processo e movimento EcoRCMP2 controla a terceira geração de robôs da Dürr. Um exemplo do conceito de fábrica inteligente é o controlador de segurança integrado para o monitoramento do espaço de trabalho e da velocidade dos robôs. Vários sensores garantem o trabalho em rede dos dados do robô com o nível mais alto de software de manutenção e sistema de controle.

O software Assistente de manutenção EcoScreen da linha digital@DÜRR, que está sendo utilizado pela primeira vez, determina a condição da planta com base no número de ciclos de comutação das válvulas ou os perfis de carga dos servomotores dos robôs. Isso permite o planejamento da manutenção preventiva e aumenta a disponibilidade da planta. As atividades de manutenção podem, portanto, ser baseadas em dados atualizados da planta, e não são mais orientadas por intervalos de manutenção predefinidos.

Na tecnologia de aplicação, a interação da bomba de dosagem, do alterador de cor, da geração de atomizador EcoBell3 e o premiado dispositivo de limpeza EcoBell Cleaner D2 minimiza a perda de tinta e o consumo de detergente ao alterar a cor. O escopo de fornecimento aqui também inclui a tinta e o material de alta viscosidade e 25 robôs de selagem da série EcoRS. Esses robôs fazem de forma totalmente automatizada a vedação de emendas da carroceria, aplicam mantas de isolamento e proteção sob ela, e delineiam linhas delicadas de emenda nas partes visíveis da área da porta.

Para a separação do excesso de pulverização na cabine de pintura, o Grupo BMW em San Luis Potosi novamente escolheu a separação seca utilizando o EcoDryScrubber. O fabricante bávaro de carros foi o primeiro OEM a utilizar esta tecnologia em sua fábrica de Regensburg em 2010, tecnologia que agora está em uso em mais de 75 linhas de pintura em todo o mundo. A razão dessa popularidade é a economia de energia de até 60% na cabine de pintura. Com a completa eliminação de água e produtos químicos, até 90% do ar recirculado pode ser utilizado na produção. Isso reduz o custo com condicionamento de ar fresco, e é um fator decisivo na excelente eficiência energética da cabine de pintura. O novo software de sistema V5.X está sendo utilizado pela primeira vez. Ele melhora o desempenho do EcoDryScrubber permitindo que o sistema seja autorregulado. Como resultado direto, é feito uso ótimo do pó de calcário que se aglutina ao excesso de pulverização, reduzindo assim o consumo.

A BMW também está utilizando um produto da linha de estufas digital@DÜRR. O controle de ar fresco e de exaustão EcoSmart VEC totalmente automatizado garante o gerenciamento de ar por energia sob demanda: o uso de energia da estufa é adaptado de forma ideal à sua carga de trabalho em qualquer dado momento. Em vez de uma taxa volumétrica de fluxo constante, o ar fresco e de exaustão é controlado como uma função do número de veículos atualmente na estufa e suas posições.

image013

Outra medida para economizar energia é a recuperação do calor residual dos sistemas térmicos de purificação do ar de exaustão (Ecopure® TAR) das estufas. O calor residual é disponibilizado novamente para as plantas de produção na forma de água quente usando uma caldeira de calor residual. Para reduzir as emissões de solventes, como mais uma medida ambiental, o fluxo de ar de exaustão das cabines de verniz é purificado utilizando um sistema de concentração de adsorção Ecopure®KPR antes de sair da fábrica.

A planta vai iniciar a operação em San Luis Potosi em agosto de 2018. Muito antes do início da produção, a Dürr está pensando sobre manutenção eficiente e impressionante facilidade de utilização: sem extenso estudo de arquivos, o sistema de documentação eletrônica EcoDocu permite acesso direto a todos os dados relacionados à planta por meio de códigos QR e possibilita o pedido de peças de reposição.

Durr Brasil Ltda



Comentários (0) Abrir comentarios