Padrão OBD / OBDII Automotivo

Postado em: 07/2013

IMG_0477-2

OBD é uma sigla em inglês que significa On Board Diagnostics, traduzindo, diagnóstico de bordo, realizado pela própria central eletrônica do automóvel.

Um dos principais fatores que levou a indústria automotiva a criar o sistema de injeção eletrônica de combustível foi a redução significativa de poluentes na atmosfera.
Em um âmbito geral, relacionado ao automóvel, todos os sistemas evoluíram ao longo das décadas e tornaram o automóvel a cada ano mais eficiente. Design, materiais, processos de fabricação, medidas como a adição de subsistemas, exemplo: Válvula recirculadora de gases do cárter , nos anos 70, depois dos gases do escapamento, redução de chumbo na gasolina nos anos 80 e catalisadores contribuíram em muito para a redução de gases nocivos para o meio.

IMG_0477

Mas,o sistema que mais contribuiu para a melhora significativa do funcionamento do motor foi o sistema de injeção eletrônica, iniciado em grande escala no início dos anos 80. Apoiado pelo CARB (Comitê de Administração dos Recursos do Ar da Califórnia) e entidades de legislação ambiental impuseram limites máximos às emissões lançadas por veículos automotivos e para atendera tais normas, os fabricantes fizeram uso de diversos mecanismos e dispositivos, os que por sua vez, deveriam ser supervisionados e diagnosticados quanto ao correto funcionamento.

IMG_0484

Assim, foi criado o primeiro padrão OBD, também conhecido por EOBD, integrado no veículo, junto a própria central eletrônica do sistema de injeção ou alimentação de combustível do veículo, onde ficou em vigor entre 1988 e 1995, nos Estados Unidos. Este sistema deve ser capaz de identificar anomalias, falhas e erros dos componentes que integram os elementos sensoriais ( sensores) da injeção eletrônica, permitir a leitura, através de códigos, para o diagnóstico. Após novas regulamentações e exigências normativas, quanto as emissões, a partir de 1996 entrou em vigor, em âmbito global, o sistema OBDII, que vigora até os dias atuais , com suas atualizações.

IMG_0483

Um dos itens fundamentais estabelecidos pela norma é o da padronização para todas as montadoras. Os padrões propostos baseiam-se em normas estabelecidas pela SAE (Sociedade dos Engenheiros Automotivos) e pela ISO (Organização Internacional de Normas). As especificações iniciais estavam contidas em documentos da SAE (normas SAE Jxxxx), entidade responsável pela sua atualização. A partir do ano 2000 a responsabilidade pela manutenção e evolução da norma OBDII passou para a ISO (International Standard Organization ou Organização Internacional de Normatização).

Texto e Imagens: Gionei da Rocha



Comentários (0) Abrir comentarios