1888 Benz Patent-Motorwagen

Postado em: 07/2013

1888-Benz-Patent-Motorwagen-First-Long-Distance-Journey-Illustration-Contemporary-Pictorial-Report-1-1280x800

Era uma manhã de agosto, em 1888, quando uma senhora muito determinada partiu em uma aventura que iria mudar o curso da história:

Bertha Benz, esposa do inventor de automóvel Carl Benz, iniciou a primeira viagem de longa distância na história da indústria automobilística em um Benz Patent-Motorwagen Typ III (patente do motor tipo de carro 3) acompanhado por seus dois filhos.

O percurso foi de Mannheim a Pforzheim, terra natal de Bertha Benz. Foi uma viagem de 106 km repleta de incertezas e desafios que exigiam grande coragem por parte do trio pioneiro. O Patent-Motorwagen provou ser um meio perfeitamente adequado e flexível de transporte para viagens mais longas, também.

Benz Patent Motorwagen Typ III

Este ano, o Museu Mercedes-Benz está comemorando o 125 º aniversário da viagem épica en tre os dias 2-4 Agosto de 2013 de Bertha Benz. Durante três dias, visitas guiadas traje para crianças e adultos incidirá sobre este pioneiro automotivo. A entrada é gratuita no domingo, 4 de agosto, 2013. O programa especial neste dia inclui também corridas de táxi com uma réplica do carro de Benz e uma hora da história com Jutta Benz, bisneta de Bertha Benz.

Carl Benz, um engenheiro brilhante, tinha apresentado um pedido de patente em janeiro 1886 para o Motorwagen que ele tinha inventado em 1885 e que desde então evoluiu para o Tipo III. No entanto, ele ainda tinha que demonstrar que o seu automóvel trabalhasse de forma confiável e também pudesse cobrir longas distâncias. Bertha Benz rapidamente achou um meio para fornecer as provas necessárias, a sua viagem de longa distância.

1888-Benz-Patent-Motorwagen-First-Long-Distance-Journey-Map-1-1280x800

A mãe de quatro filhos não disse nada ao marido de suas intenções para conduzir a sua cidade natal de Pforzheim para visitar parentes com seus filhos Eugen e Richard. Um plano concreto começou a tomar forma, quando as férias escolares começaram, e muito cedo em uma manhã a mãe e seus filhos com a versão mais recente do Patent-Motorwagen saíram da oficina de Carl Benz, sem que ele suspeitasse de nada.

Eles empurraram o carro de motor de três rodas para nos primeiros metros, pois não queriam começar rodar o barulhento motor de 2,5 hp (1,8 kW), motor de quatro tempos monocilíndrico até que eles estivessem fora do alcance da voz da casa para não acordar o inventor de seu sono. Quando Carl Benz, mais tarde entrou na cozinha, ele iria encontrar uma mensagem dizendo-lhe sobre a viagem que haviam estabelecido para Pforzheim. Test drive para o automóvel e sua infraestrutura.

1888-Benz-Patent-Motorwagen-First-Long-Distance-Journey-Illustration-Contemporary-Pictorial-Report-1-1280x800

Como previsto, a viagem era para se tornar uma unidade de teste altamente bem sucedida para o automóvel: Bertha Benz forneceu provas conclusivas de adequação global do Patent-Motorwagen como um meio de transporte e foi ainda capaz de passar em algumas conclusões e sugestões importantes para o marido para o futuro trabalho de desenvolvimento. Por exemplo, ela sugeriu a inclusão de uma pequena engrenagem adicional para dirigir-se colinas em vez de apenas a transmissão de duas velocidades utilizada anteriormente, bem como a exigência de freios melhores.

Ao mesmo tempo, Bertha Benz também fez um trabalho pioneiro quando se tratava de definir os elementos constitutivos necessários de um sistema de infra-estrutura para veículos automotores. Por conseguinte, o químico municipal Wiesloch se tornou a primeira estação de enchimento do mundo. Rodovias também teriam que ser sinalizadas – Bertha Benz teve que fazer com cuidado o seu caminho de um lugar que sabia para o próximo.

1888-Benz-Patent-Motorwagen-First-Long-Distance-Journey-Illustration-Bertha-and-sons-Eugen-and-Richard-1280x800

A pioneira automotiva e seus filhos habilmente corrigiam pequenas falhas, usando seu alfinete de chapéu, por exemplo, para limpar a linha de combustível obstruído. Nenhum grande trabalho de reparação era necessário, embora o trio empreendedor decidiu fazer os freios bloco de madeira mais duráveis com unhas que serviamcomo pastilhas de freio.

A família de Carl Benz manteve informado sobre o progresso da jornada através do envio de uma série de telegramas da rota. A viagem de Mannheim a Pforzheim e volta não foi apenas um momento divisor de águas para o Patent-Motorwagen, mas para o futuro do automóvel e ponto final. Cerca de 25 modelos do Benz Patent-Motorwagen com vários motores foram construídos entre 1886 e 1894, tornando-se o primeiro automóvel do mundo a ser fabricado e vendido em série.

1888-Benz-Patent-Motorwagen-First-Long-Distance-Journey-Illustration-1-1280x800

A única Patent-Motorwagen Tipo III que ainda sobrevive até hoje encontrou o seu caminho para a Inglaterra via Emile Roger, certificada por um distintivo no próprio veículo. Alguns detalhes supõem que este poderia ser o carro que Bertha Benz utilizou para sua viagem de longa distância para Pforzheim. É o mais antigo Benz Patent-Motorwagen preservado em sua condição original, e é, portanto, o mais antigo carro original Benz na existência. Hoje, o veículo pertence ao Museu da Ciência de Londres. Actualmente, o carro é uma exposição no Museu de Carl Benz Dr., Ladenburg.

1888-Benz-Patent-Motorwagen-First-Long-Distance-Journey-Static-Original-1280x800

Dados técnicos: Benz Patent-Motorwagen tipo III

Corpo: open veículo de três rodas
Motor: monocilíndrico unidade de deslocamento de quatro tempos: 1660 cc.
Saída: 2,5 hp (1,8 kW) a 500 rpm com Carburador: Carburador superfície Benz.
Válvulas: válvula de admissão automática, refrigeração válvula de escape controlada: água / termossifão de resfriamento por evaporação.
Lubrificação: conta-gotas lubrificador e graxa copo de ignição: ignição elétrica de alta tensão-buzzer.
Tanque de combustível: 4,5 litros no arranque carburador: acionando o volante
Transmissão de energia: cinto de couro de motor para polia cone, diferencial, uma cadeia para cada roda traseira.
Transmissão: duas velocidades polia fixa, 2 marchas para frente: alavanca manual sob direção de manivela para mover a correia entre as polias.Distância entre eixos: 1575 milímetros de largura faixa: traseiro 1250 milímetros
Rodas: raios de madeira, diâmetro 800 milímetros frente, traseira 1.125 milímetros Pneus: borracha ou de ferro.
Peso: 360 kg Velocidade máxima: 16 kmh.
O consumo de combustível: aprox. 10 litros de ligroina por 100 quilômetros.

Texto: De Press Release Mercedes-Benz, traduzido por Gionei da Rocha com acréscimo de detalhes e explicações específicas do assunto.
Imagens: Copyright seriouswheels.com



Comentário(1) Abrir comentarios