Tecnologia das Baterias Estruturais

Postado em: 04/2013

carroceria-eletrica

Em 2010 os pesquisadores europeus anunciaram o desenvolvimento de uma tecnologia que pode armazenar energia na carcaça ou carroceria do automóvel. Um avanço extremamente importante na concepção de veículos elétricos, que pode tornar de vez, a viabilidade dos veículos EV.

Agora, Emile Greenhalgh e sua equipe do Imperial College de Londres, demonstra o resultado de seu trabalho.”O quadro atual dos carros elétricos e suas baterias pesadas poderá mudar quando a lataria dos carros for construída com materiais compósitos capazes de armazenar energia”, disse Emile.

Os veículos elétricos são pesados. Isso acontece por que a atual configuração dos automóveis desse gênero, elétricos ou híbridos, suporta a bateria a base de íons de Lítio, em sua maioria, que, embora eficientes são pesadas, contribuindo na geração de peso e reduzindo a eficiência final do automóvel.

volvo-battery-panels

Em parceria com a montadora sueca Volvo, os pesquisadores colocaram seu novo material, que funciona como um grande banco de baterias, em um compósito estruturalmente resistente, utilizado para produzir partes do chassi de um carro.

As peças da carroceria são fabricadas com várias camadas de fibra de carbono, também separadas por uma fibra de vidro rígida, que serve como isolante elétrico. No interior dessa camada, separando os materiais, é colocada uma resina rica em íons de lítio.

car-battery-body-537x310

Outros veículos também já adotaram esse conceito, como o carro de corrida elétrico Lola-Drayson, que foi um dos pioneiros a usar a tecnologia das baterias estruturais. Cada camada funciona como um eletrodo, entre os quais os íons de lítio fluem, armazenando e liberando a energia para alimentar os motores elétricos.

Texto: Gionei da Rocha
Imagem: Volvocars



Comentários (0) Abrir comentarios