2013 Stock Car, Tarumã

Postado em: 04/2013

189016_312149_corrida__22_

A vitória ficou com o pole position Daniel Serra, que ampliou ainda mais a sua vantagem na liderança do campeonato, agora com 65 pontos. Thiago Camilo foi o segundo e Ricardo Maurício completou o pódio. Salvador (BA,) no dia 19 de maio, é a próxima parada da categoria.

A corrida deste domingo em Tarumã nem tinha começado e a bandeira vermelha já havia aparecido, quando o piloto Tuka Rocha capotou, durante as voltas de aquecimento, após a abertura do box. Na prova, felizmente, houve poucos acidentes e apenas uma entrada do Safety Car nos minutos finais, após a batida do piloto Denis Navarro.

Matos largou em 21º e ganhou algumas posições, posicionando-se em 18º nas primeiras voltas. Após o pit stop obrigatório, o piloto teve um incidente na saída do box e um toque com o piloto Alceu Feldmann, que prejudicou a performance do carro. O mineiro recebeu a bandeirada em 16º.

189019_312164_zonta_mcj_9711n

“A corrida foi muito boa. Obviamente, a classificação dificultou a nossa recuperação, mas o ritmo de corrida era muito bom. A equipe fez um excelente trabalho à noite, realizando as modificações no carro e fomos para o caminho certo. Fiz uma largada boa, mantive o carro intacto e imprimi um bom ritmo”, contou o ex-piloto de Fórmula Indy, que estreia este ano na Stock.

189019_312160_tuka_mcj_9222n

“Na saída do pit stop, aconteceu um toque com o Feldmann e isso danificou alguma coisa no meu carro e dificultou bastante a pilotagem. Acabei perdendo contato com o (Luciano) Burti e o Max Wilson e perdi uma posição para o Ricardo Sperafico. Graças ao Safety Car no final, mantivemos a nossa posição, porque seria bem difícil continuar ali se não fosse isso. Mas foi importante terminar mais uma vez e marcar pontos”, disse o piloto, que nunca havia competido em Tarumã antes.

189016_312149_corrida__22_

Justino também ficou satisfeito em terminar mais uma prova, apesar de ter ficado de fora da zona de pontos. O piloto largou em 33º e chegou em 23º. “Só da equipe ter conseguido recuperar o carro, já foi muito positivo. Queria agradecer o esforço de todos, que trabalharam muito bem. Infelizmente, na corrida, o carro não estava muito legal. Tivemos tempo para conserta-lo, mas não para trabalhar no acerto e equilíbrio do carro. Na corrida, a dor no meu braço direito também incomodou, porque aqui se faz muita curva para a esquerda e apoia muito o braço direito, justamente o que eu bati no acidente de ontem”, lembrou o piloto do carro #26.

189008_312135_a__khodair__taruma_2013__4_

“Agora é levantar a cabeça e ir pra Salvador. Vou correr lá pela primeira vez e espero fazer um bom trabalho. O principal é não bater o carro, porque isso atrapalha todo o desenvolvimento”, completou Justino, lembrando que o traçado de rua baiano é bastante apertado e com poucos pontos de ultrapassagem.

189008_312139_a__khodair__taruma_2013__9_

Matos também vai fazer sua primeira prova no circuito. “Espero usar minha experiência de 11 anos no automobilismo americano, onde sempre andei muito em corridas de rua, para aprender a pista de Salvador o mais rápido possível com este equipamento”, completou.

188968_311997_tuka_mcj_7516n

Amadeu Rodrigues, chefe da equipe Hot Car, também fez sua análise sobre a etapa gaúcha. “O que podemos tirar de bom foram os pontos que o Rafa fez. Ele tinha um ritmo igual ao dos ponteiros, apenas estávamos em posições mais atrás, por não ter largado tão bem. No caso do Wellington, montamos o carro a tempo, mas não tínhamos o acerto, porque ele andou pouco nos treinos e não participou da tomada. Mas o importante é ter também terminado com os dois carros inteiros, porque em quinze dias temos uma prova e isso contribui para o nosso trabalho”, lembrou.

Texto: FGCom
Imagens: FGCom
Imprensa BMC Racing – MS2 Comunicação press kit



Comentários (0) Abrir comentarios