2013 Stock Car, Curitiba

Postado em: 03/2013

185052_302358_corrida__20_

Neste domingo (17), o Autódromo Internacional de Curitiba foi palco da segunda etapa da Stock Car. Para a Hot Car Competições (Bardahl) um resultado amargo. A equipe vinha bem, fazendo boa corrida de recuperação e colocando seus dois carros na zona de pontuação, mas a dois minutos do fim, um problema de pneu no equipamento #2, e uma falha inesperada no carro #26, tirou a equipe da zona de pontuação.

O mineiro Matos terminou em 26º, enquanto o piloto de Goiás foi o 32º. Daniel Serra ficou com a vitória. A próxima etapa será dia 28 de abril, em Tarumã (RS).

185033_302313_khodair__corrida__ctba_2013__19_

Ao final da corrida, como era de se imaginar o clima na equipe era decepção. O motivo, é que até a 25ª volta, o time da Hot Car tinha razões para comemorar, afinal estava com seus dois pilotos na zona de pontuação, e tinha boas chances de novamente estar no top-10. Mas a dois minutos do fim da disputa, Rafa Matos, que ocupava a 13ª posição, teve que ir para o box para trocar o pneu esquerdo traseiro que estourou. No caso de Wellington Justino, uma falha no equipamento, faltando seis voltas para o término, fez o goiano ver seu carro perder rendimento e cair de 19º para 32º.

185052_302359_corrida__17_

O chefe da equipe, Amadeu Rodrigues, lamentou o resultado. “É uma pena. Nós estávamos bem, os dois carros tinham um ritmo bom e era a certeza de novamente pontuarmos com os dois pilotos. Mas praticamente na última volta, tivemos a infelicidade de um pneu furado em um carro e, pouco antes uma falha no outro. São coisas de corrida e temos que virar a página e ir para a próxima”, disse o experiente comandante.

185052_302366_corrida__1_

Chateado, Rafa Matos acreditava ser possível chegar novamente entre os dez. “Eu estava feliz com o equilíbrio do carro. Tinha um ritmo bom, em 13º, e estava chegando no Julio Campos e no Tuka Rocha, e vinha economizando o push (to pass), para tentar algo na volta derradeira, mas o pneu não aguentou e estourou. Fui para o box para poupar o equipamento e àquela altura não nada para fazer mais nada. Não fosse isso, acredito que tínhamos boas chances de estar de novo entre os dez. Uma pena”, falou o mineiro.

184988_302169_a_khodair__stock_ctba__2_et_2013__1_

Wellington Justino também ficou triste. “A corrida estava boa, eu já tinha conquistado 11 posições e estava pontuando novamente, que era nosso objetivo, mas essa falha bem no final nos tirou qualquer chance. Fico chateado, mas já temos que pensar na próxima etapa e não adianta ficar lamentando”, encerrou o piloto de Goiânia.

184990_302183_zonta_mcj_9809n

Texto: FGCom
Imagens: FGCom
Império Agecom
Imprensa BMC Racing



Comentários (0) Abrir comentarios