Renault Sport F1 e Motor 1,6 L V6 Turbo Eletrificado

Postado em: 02/2013

timthumbphp

A partir de 2014, a regulamentação da FIA (Federação Internacional de Automobilismo) vai marcar a entrada da Fórmula 1 em uma nova era. A categoria principal do automobilismo esportivo está v endo o despertar de uma das mais importantes transformações de sua história.

Objetivo: aproximar a pesquisa e os desenvolvimentos provenientes da F1 das preocupações dos motoristas e dos novos desafios econômicos e ambientais, ao mesmo tempo em que mantém o espetáculo e a competição.

Isso pressupõe uma revolução tecnológica de grande impacto e constitui um novo desafio para a Renault Sport F1: desenvolver um 1,6 L V6 Turbo eletrificado, ou seja, um motor térmico com forte downsizing, acoplado a um sistema de recuperação de energia que alimenta dois motores elétricos. Fala-se agora de unidade de potência.

Esta é uma vantagem para a Renault, pois este novo regulamento está alinhado com sua estratégia de motores:

- Um compromisso sem igual nas motorizações elétricas

- Melhoria contínua do rendimento de motorizações térmicas, para reduzir de forma espetacular o consumo e as emissões de CO2

timthumbphp

Ao enfrentar o desafio da unidade de potência de 2014, a Renault aposta novamente em sua posição de líder tecnológica nas pistas em benefício dos veículos produzidos em série. A criatividade e a paixão pela inovação de todas as equipes da Renault constituem uma vantagem importante para realizar esta nova mudança.

“O senso do compromisso contínuo da Renault na Fórmula 1 consiste em, de um lado, demonstrar o nosso know-how tecnológico nas pistas e, de outro, contribuir para o progresso dos nossos veículos produzidos em série. Isso acaba por oferecer nos dois casos o melhor equilíbrio entre performances, consumo e confiabilidade.

Há 35 anos, a F1 contribuiu para desenvolver a expertise da Renault em downsizing, a redução de atritos e o controle do resfriamento. Com a nova regulamentação, a parte elétrica vai adquirir uma importância crescente no desenvolvimento de motores, em coerência com o compromisso estratégico da Renault em termos de tecnologia elétrica.” Carlos Ghosn, Presidente e CEO da Renault.

Texto e Imagens: De press Release imprensa Renault



Comentários (0) Abrir comentarios