2012 Copa Caixa Stock Car, Interlagos

Postado em: 12/2012

178174_285751_foto_sexta__14_

A última etapa da Copa Caixa Stock Car, neste domingo (9), no circuito de Interlagos (SP), foi digna de uma grande final de campeonato, com muita emoção do começo ao fim.

Após 50 minutos de prova, a vitória ficou com o paulista Thiago Camilo, que fora da briga pelo título faturou pela segunda vez o prêmio milionário (o piloto venceu a Corrida do Milhão no ano passado). Ricardo Maurício foi o segundo e ficou com o vice. Cacá Bueno, em terceiro e quase sem combustível, cruzou a linha de chegada para faturar seu quinto título na Stock Car.

178289_286253_corrida__4_

Na equipe Hot Car Competições (Bardahl / Promax), Eduardo Leite chegou a estar entre os 10, mas foi obrigado a parar, pois não teria combustível para ir até o final. O pilotou cruzou a linha de chegada em 19º, mas pontuou como 17º, já que os pilotos convidados (no caso Rafa Matos e Hélio Castroneves, que chegaram a sua frente, não marcam pontos pelo regulamento).

A 12ª etapa já começou emocionante. Bueno, que largou na pole, perdeu a ponta para Allam Khodair logo na largada. O piloto liderou quase a corrida toda, mas foi obrigado a parar a poucas voltas do final, pois não teria combustível suficiente para terminar a prova. Outros carros que arriscaram ficaram sem combustível.

Menos Bueno, que conseguiu poupar o combustível, numa prova que contou com três intervenções do Safety Car. O campeão liderou a última volta, mas com o carro falhando e já sem combustível foi ultrapassado a poucos metros da linha de chegada por Camilo e Maurício (ambos fizeram o pit stop para reabastecimento). O terceiro lugar, no entanto, garantiu o penta para o carioca, que somou 195 pontos, contra 189 de Maurício.

178174_285751_foto_sexta__14_

Na equipe Hot Car, Diego Nunes vinha num bom ritmo no início da corrida, até ser acertado duas vezes. Primeiro, por Tony Kanaan, que levou um drive-thru. E depois por Ricardo Zonta. A segunda batida, no entanto, foi forte e Nunes não teve como continuar na prova.

“Não era a forma como gostaríamos de terminar a temporada. Infelizmente, aconteceram as batidas”, lamentou o piloto do carro #16.

Eduardo Leite, o caçula do grid da Stock Car, andou muito bem e chegou a estar entre os 10 primeiros. O piloto, no entanto, teve que parar para reabastecer e completou em 19º. “Consegui me livrar de alguns incidentes e terminar a prova. Uma pena não ter chegado mais à frente”, finalizou o piloto de 24 anos.

Texto e Imagens: FGCom



Comentários (0) Abrir comentarios