2012 Yamaha R1 GP 1000

Postado em: 11/2012

174922_277828_dud_4806

A última etapa da categoria R1 GP1000 disputada este final de semana (03 e 04) na cidade de Nova Santa Rita (RS), no Autódromo do Velopark, foi a prova do quão imprevisível são os resultados que uma competição pode ter até o último segundo dentro ou fora das pistas. Uma vitória perfeita e uma reviravolta no campeonato tornou inesquecível a despedida da temporada 2012 da R1 GP1000.

Com a adrenalina a flor da pele e a cabeça na matemática do campeonato, três pilotos se alinharam no grid em busca do primeiro título da categoria monomarca, disputada com motos Yamaha YZF-R1: Marco Brunheroto #777, líder com 100 pontos, Diego Pretel #88 com 94 e Wesley Gutierrez #47 com 88 pontos.

174922_277828_dud_4806

Com o melhor tempo durante todo o final de semana, a vitória de Gutierrez na prova já era previsível. Embora mais distante do líder, o paranaense também estava na disputa, mas precisava de uma dose extra de sorte para vencer o campeonato. Ciente de sua situação, preferiu fazer uma prova impecável, vencendo sem erros pela terceira vez consecutiva e tornando-se o piloto com mais vitórias na temporada.

dud_4980

Largando com a desvantagem de seis pontos para Brunheroto, Pretel levou o campeonato terminando a prova com a 2ª posição, somada a falta de sorte do adversário, que foi desclassificado após a última vistoria técnica da temporada.

174922_277824_dub_9688

Brunheroto foi tido como campeão no término da corrida terminando com o 4º lugar, já que podia chegar até duas posições atrás de Pretel e ainda assim saía campeão. Durante a vistoria técnica, o piloto foi desclassificado de acordo com o item 19.C do regulamento técnico, onde consta a obrigatoriedade do tubo de respiro ou exaustor do reservatório expansor, que estava ausente em sua motocicleta.

174922_277829_dud_5153

Com a reviravolta do campeonato, Brunheroto viu o título escapar pelas mãos assim como Pretel entregou a ele a liderança da competição, quando também foi desclassificado pela vistoria técnica na penúltima etapa disputada em Brasília (DF). “Isso é uma coisa inevitável nas corridas. O campeonato é baseado em um regulamento e assim como aconteceu comigo todos estão sujeitos a punições. Poderia acontecer com qualquer um, inclusive nesta situação. Fiz uma boa temporada e estou feliz com o título”, declarou Pretel depois de divulgado o novo resultado.

174922_277825_dub_9750

A corrida. Na corrida, Wesley tomou a ponta ainda nas primeiras voltas puxando o comboio e indo direto para o lugar mais alto do pódio. Com a matemática imperando, as atenções se voltaram para o duelo final entre Pretel e Brunheroto. Pretel cometeu apenas um erro na largada, usando a área de escape asfaltada do circuito para fazer a primeira curva, o que não o prejudicou em logo tomar a 2ª posição e administrá-la até a bandeirada. Brunheroto largou em 6º e subiu apenas duas posições, terminando em 4º lugar, o que já lhe dava o título.

Texto e imagens: De press release Racing Festival



Comentários (0) Abrir comentarios