2012 Copa Fiat

Postado em: 11/2012

174916_277818_mauri

Os vencedores da sexta etapa foram Thiago Camilo e Cesar Bonilha. O carioca Cacá Bueno garantiu o tricampeonato da categoria, com 142 pontos no final. O vice-campeão foi Andre Bragantini, com 136 pontos

A equipe Fittipaldi encerra mais uma temporada na Copa Fiat. Neste domingo (4), no autódromo do Velopark, em Nova Santa Rita (RS), Christian Fittipaldi foi o sexto na primeira corrida, mas abandonou a prova seguinte com uma quebra em um rolamento da roda dianteira esquerda. O companheiro Mauri Zaccarelli também não completou a disputa final e ficou em 12º na bateria que abriu a rodada dupla.

Christian, que venceu duas provas, conquistou cinco pódios no total e liderou a temporada até a sua metade, terminou o campeonato em terceiro, com 82 pontos.

174916_277818_mauri

“Sem dúvida, se você pensar que até a metade do campeonato eu tinha somado 71 pontos e, nas seis corridas finais, marquei apenas 11, não deixa de ser frustrante. Mas faz parte do automobilismo e agora é virar a página e pensar em 2013″, declarou o ex-piloto de Fórmula 1.

“Este final de semana, não encontramos um acerto bom, o carro não estava tão rápido e fizemos o que deu para fazer. Fui sexto na primeira corrida e, na segunda prova, tive a quebra de um rolamento, que me obrigou a abandonar”, completou Fittipaldi.

Zaccarelli, que voltou a correr após 12 anos, fez sua estreia na categoria. O piloto, que é empresário do ABC paulista, completou o ano com cinco pontos.

174916_277819_fitti_1

“Foi um ano de readaptação, mas tivemos um pouco de falta de sorte, algumas quebras e isso me atrapalhou bastante. Em três corridas, acabei nem largando por problemas mecânicos e, no meu caso que precisava andar o máximo possível para conhecer o carro, isso não ajudou. Mas agora é hora de pensar pra frente”, comentou.

Sobre a rodada do final de semana, o piloto explicou o ocorrido: “Na primeira prova, fiz uma largada boa, depois de sair em último (o piloto teve uma quebra no sábado e não participou do classificatório), cheguei em 12º. Não deu para fazer nada mais que isto, porque também estava com a porta do meu lado solta, meio aberta, o que fazia o carro perder performance. Já na segunda prova, tive um acidente com o (Wellington) Justino. Estávamos disputando posição, peguei a zebra e o carro foi pra cima do dele. A batida foi pequena, mas acabou quebrando o terminal de direção”, finalizou Zaccarelli.

Texto e Imagens: De Press Release FGCom



Comentários (0) Abrir comentarios