2012 Copa Caixa Stock Car, Brasília

Postado em: 11/2012

175623_279525_1_diego_carro

Encerrada a penúltima etapa da Copa Caixa Stock Car, neste domingo (11), em Brasília (DF), e a definição do campeonato ficará para a Corrida do Milhão, no dia 9 de dezembro, em Interlagos (SP). Com a vitória de Max Wilson, o segundo lugar de Ricardo Maurício e o nono lugar do líder Cacá Bueno, a disputa está embolada e a última etapa ainda valerá o dobro de pontos.

Bueno está com 159 pontos, com três pilotos empatados no segundo posto, com 149: Maurício, Atila Abreu e Daniel Serra. Na equipe Hot Car Competições (Bardahl / Promax), Diego Nunes largou em nono no anel externo de Brasília e tinha boas expectativas. O piloto chegou a brigar pela quinta colocação, quando começou a ter problemas nos freios e cruzou a linha de chegada em 12º.

175623_279524_1_edu

“Na largada, não consegui acionar o push-to-pass (botão de ultrapassagem), mas dei sorte e me posicionei bem, ficando entre os 10 primeiros. Ainda ganhei posições e cheguei a estar na briga entre os cinco. Mas, a partir da quinta volta, comecei a ter problemas com o freio e fui perdendo rendimento. Também não quis atrapalhar os pilotos que estão na briga direta pelo título, pois era nítido que eu tinha problemas, pois vinha ‘bombando’ o freio na reta”, declarou Nunes, que está em 15º no campeonato, com 61 pontos.

O piloto do carro #16 também teve um problema na disputa por posições com Giuliano Losacco. “Ele me espremeu, me jogou pra fora da pista e só tomou uma advertência dos comissários. Em outras corridas, já aconteceu algo assim e o piloto foi punido. Como ele (Losacco) não vai correr a próxima etapa (a equipe anunciou neste domingo a participação de Hélio Castroneves na Corrida do Milhão), ele não tinha nada a perder, mas não foi uma atitude correta”, lamentou Nunes.

No carro #37, o paulista Eduardo Leite teve um final de semana difícil. Depois de largar em 26º, o piloto sofreu um problema elétrico no seu carro. “O carro começou a falhar e tive que abandonar”, contou o piloto mais jovem da categoria (24 anos).

175623_279525_1_diego_carro

Amadeu Rodrigues, chefe da equipe, também avaliou a etapa. “O Diego teve um final de semana muito bom. Ficou entre os 10 mais rápidos na maioria dos treinos, largou em nono e foi uma pena ter surgido esse problema na corrida. Mas foi um bom resultado, marcamos bons pontos. Já o Eduardo, infelizmente, não pôde continuar na pista e abandonou. Agora vamos trabalhar para a última etapa, para termos um carro competitivo para o final da temporada”, finalizou.

Entre as “estrelas” convidadas para as etapas finais da Stock, Tony Kanaan foi o 19º colocado, Raphael Matos ficou em 23º e Rubens Barrichello abandonou.

Texto e Imagens: De Press Release FGCom



Comentários (0) Abrir comentarios