2012,GP 600

Postado em: 08/2012

20120819162605

O piloto paulista André Veríssimo conquistou na manhã deste domingo (19) a vitória na segunda etapa do Moto 1000 GP, pela categoria GP 600.

Com a Kawasaki ZX-6R da Motrix-Scigliano Racing, ele valeu-se da superação para confirmar o resultado no Autódromo Internacional de Curitiba, onde sofreu um acidente horas antes da largada, no treino de aquecimento – sua moto teve de ser reparada em poucos instantes, em tempo para a largada.

20120819162535

O segundo colocado na prova foi o gaúcho Rafael Bertagnolli, piloto da Honda CBR 600RR da Bertagnolli Racing. Líder do campeonato, ele consumou na última volta a ultrapassagem sobre o sul-mato-grossense Walter Pimentel, que lhe valeu a segunda posição. Pimentel largou da pole-position e levou a Kawasaki da Pimentel Racing ao terceiro lugar, mas foi desclassificado pelo resultado da vistoria técnica – Cadu Colocci herdou a posição.

Veríssimo assumiu a liderança na em definitivo na oitava volta, depois de revezá-la com Pimentel. “Eu era melhor no miolo, o Walter era mais rápido na reta, então que tinha de me defender. Saí atrasado, perdi dois treinos por causa de problemas na moto, mas a equipe acabou acertando e eu recuperei”, falou o vencedor. “Também recuperei parte do que perdi em Interlagos, onde fui pole e não terminei a prova. O foco é o campeonato”, acrescentou.

20120819162605

Bertagnolli destacou a regularidade que pretende manter. “Eu também podia ter vencido, mas estou feliz com o segundo lugar. Não assumi nenhum grande risco, corri pensando no campeonato. O campeonato não é só vencer, é conseguiu pontuar bem em todas as etapas”, disse o gaúcho, que segue em primeiro na classificação com 45 pontos, 12 à frente do vice-líder Cadu Colocci, que terminou a corrida deste domingo em quarto.

Pimentel, antes do anúncio da punição, comemorou o fim de semana que marcou sua estreia na competição. “Gostei, adorei a disputa. Tive um fim de semana de corrida de verdade, fiz pole, liderei a corrida, fui para o pódio. É claro que lamento o problema que gerou minha exclusão da corrida, mas não contesto a decisão dos comissários. Agora vou tentar correr a temporada toda”, avisou o representante de Campo Grande, piloto da Pimentel Racing.

20120819162754

A disputa pelo quarto lugar na prova – que acabou valendo a terceira posição – definida na linha de chegada, literalmente. Colocci completou a prova apenas três milésimos de segundo à frente do mineiro Diego Nunes Moysés, da BH Racing, assegurando a posição em disputa e mantendo a vice-liderança do campeonato. Ambos competem com motos Yamaha. Gustavo Cicarelli, com a Triumph 679 da Errera Racing Sport, ficou em quinto lugar.

Texto e Imagens: Sala de Imprensa Moto GP 1000



Comentários (0) Abrir comentarios