2012 Copa Fiat, Londrina

Postado em: 06/2012

160091_243292_zaccarelli

Dupla da equipe Fittipaldi mostra forte desempenho na 1ª bateria em Londrina. A segunda prova deste domingo foi adiada em virtude de um problema no fornecimento de peças dos carros

A equipe Fittipaldi conquistou neste domingo (dia 3) um excelente resultado na estreia da temporada 2012 da Copa Fiat, ex-Trofeo Linea. Na 1ª bateria, disputada no autódromo internacional Ayrton Senna, em Londrina (PR), Christian Fittipaldi partiu da sexta colocação no grid para chegar em terceiro e conquistar mais um pódio em uma das principais categorias de turismo do país. Já o estreante Mauri Zaccarelli, companheiro de Fittipaldi este ano, também surpreendeu. Depois de largar em décimo, ele chegou a estar em quinto e terminou na sétima colocação.

160091_243293_cf_pista

Com os resultados, Zaccarelli largaria em segundo na bateria seguinte (os oito primeiros na prova inicial têm suas posições invertidas no grid) e Fittipaldi sairia novamente em sexto. A corrida, no entanto, acabou sendo adiada, ainda sem definição de data. O motivo do cancelamento foi a falta de uma peça do cubo das rodas traseiras. Foram muitas quebras no final de semana e o fornecedor destas peças de competição não tinha o número necessário para todos os carros disputarem a segunda prova. Para manter a igualdade da disputa e por questões de segurança, a Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) e a RM Racing Eventos, organizadora da Copa Fiat, decidiram pelo adiamento. A prova deve ser realizada dentro da programação de alguma das próximas etapas.

Único piloto brasileiro a ter competido nas três principais categorias do automobilismo mundial (F-1, Indy e NASCAR), Christian ficou feliz com o seu pódio logo na 1ª bateria do ano. O piloto, no entanto, ressaltou que se não tivesse enfrentado problemas com o motor nos treinos livres e pudesse ter largado mais à frente, o resultado seria ainda melhor.

“Estou muito satisfeito. Uma pena apenas não termos conseguido realizar os treinos antes do classificatório, em virtude do problema com o motor. Se eu tivesse conseguido me classificar mais à frente, teria mais chances de brigar pela vitória”, comentou Fittipaldi, que pulou de sexto para terceiro e, no final, chegou a brigar com André Bragantini pelo segundo lugar. O pole Cacá Bueno foi o vencedor.

160091_243292_zaccarelli1

“Mas, no geral, estou muito contente. Também fiquei muito feliz com a performance do Mauri na corrida. Ele deu uma nova injeção de ânimo na equipe, mostrou competitividade e agora poderemos brigar de igual para igual com as equipes de ponta”, completou Fittipaldi.

Sem competir há 12 anos, Mauri também era só alegria. “Pena não ter a segunda bateria hoje. Ia largar em segundo, foi como tirar doce da boca de criança”, brincou o piloto.

“Mas foi muito legal. Larguei bem na 1ª bateria, pulei para oitavo e já estava em quinto, bem mais rápido que o (Giuliano) Losacco, que estava a minha frente. Mas aqui é muito difícil passar e, quando tentei ultrapassa-lo, acabei arriscando demais e perdi duas posições, finalizando em sétimo. Mas sem dúvida foi acima das expectativas e estou feliz por ter ajudado a equipe, que teve um desempenho muito bom”, concluiu o piloto do ABC paulista.

A próxima etapa da Copa Fiat acontecerá no dia 8 de julho, em Goiânia (GO).

Confira o resultado da 1ª bateria em Londrina:

1- Cacá Bueno, 17 voltas em 27min08s025
2- André Bragantini, a 1s003
3- Christian Fittipaldi, a 1s424
4- Giuliano Losacco, a 2s748
5- Wellington Justino, a 4s858
6- Allam Khodair, a 5s395
7- Mauri Zaccarelli, a 6s081
8- Ulisses Silva, a 7s964
9- Cesinha Bonilha, a 9s090
10- Édson do Valle, a 11s865
11- Clemente Faria Jr., a 3 voltas
12- Rogério Castro, a 5 voltas
13- José Vitte, a 7 voltas
14- Marcos Gomes, a 10 voltas
15- Leonardo Nienkotter, a 12 voltas
16- Luir Miranda, a 14 voltas
17- Fábio Carreira, a 17 voltas
18- Popó Bueno, a 17 voltas
19- Fernando Nienkotter, não largou

160091_243290_podio

Texto e Imagens: Assessoria de Imprensa FGCom



Comentários (0) Abrir comentarios