Nanometais em Automóveis

Postado em: 08/2011

2011-bmw-i1-designer-concept-by-amadou-ba-ndiaye-front-and-side-1280x960

Os nanometais são estruturas formadas por grânulos metálicos muito pequenos, como se fossem moléculas – de 10 a 1.000 nanômetros – dependendo da utilização. Quanto menores forem os grânulos mais resistentes são os metais

Os automóveis utilizam um número aproximado em torno de 190 tipos de aços diferentes. Cada um com sua aplicação e com diferentes características que buscam, ora a resistência a tração, flexão e torção, ora ao desgaste ou até mesmo a condutibilidade.
A nanotecnologia está presente na indústria metalmecânica e a muitos anos vêm se pesquisando e aplicando as técnicas de manipulação das estruturas para que as mesmas possam apresentar o máximo de suas características mecânicas ou elétricas.

2011-bmw-i1-designer-concept-by-amadou-ba-ndiaye-front-and-side-1280x960

Dessa maneira a otimização dos materiais dentro do automóvel pode ganhar um novo rumo. Uma peça com sua nano estrutura trabalhada pode ter seu peso reduzido em duas vezes em relação aos padrões normais. Isso implicaria diretamente na redução de espaço e peso e daria um novo caminho a carros mais eficientes, principalmente os elétricos. No aspecto da segurança o chassi e o corpo do carro teriam uma resistência maior a impactos e trabalhariam melhor na deformação e amortecimento em colisões.

Texto: Gionei da Rocha
Imagens: Copyright Seriouswheels.com, meramente ilustrativa
Fonte: Universidade Risoe, Dinamarca.



Comentários (0) Abrir comentarios