2011 Copa Caixa Stock Car, São Paulo

Postado em: 08/2011

tcamilo3

Não havia maneira mais gostosa para Thiago Camilo comemorar a décima vitória de sua carreira na Stock Car. Neste domingo, após quase 70 minutos de intensas disputas no Autódromo de Interlagos, Camilo foi guerreiro e venceu a Corrida do Milhão BMC, faturou R$ 1 milhão e se juntou a Valdeno Brito e Ricardo Maurício na lista dos milionários da Copa Caixa Stock Car.

“É muito bom vencer, ganhar esse prêmio… E queria agradecer a todo mundo que colaborou, torceu por mim. Estou muito feliz pela minha equipe, que provou a força que tem. E também por ser agora o líder isolado”, declarou o vencedor.
largada11

Daniel Serra (Red Bull Racing) e Max Wilson (Eurofarma RC), respectivamente segundo e terceiro, completaram o pódio da principal corrida da temporada 2011, que teve público estimado em 45 mil pessoas, envolvendo toda ‘população’ das áreas internas do circuito (camarotes, hospitality centers, convidados de box…) e a legião de amantes do automobilismo que acompanharam a disputa dos setores de arquibancada do Autódromo de Interlagos.
Para Thiago Camilo o fim de semana de treinos foi bastante complicado. Ele confessou que saiu chateado da pista após os treinos de sexta-feira, mas que nunca desistiu de sonhar com a vitória. “Fui dormir desanimado, porque o carro estava muito difícil. No último treino, no sábado, fiz apenas o 23º tempo nas mesmas condições de pneus que meus adversários. Para a classificação, mudamos o carro inteiro, porque não dava para continuar da maneira que estava. Entramos no Q1 no sufoco, arriscamos mais no Q2 e garanti o sétimo. Mas sabia que seria rápido na corrida.”

villeuneve

E foi mesmo o que aconteceu. Passadas pouco mais de 10 voltas, Camilo já ocupava a terceira posição, enquanto Daniel Serra liderava com Marcos Gomes na sua perseguição. Após a parada no box, Gomes assumiu a ponta e Camilo subiu para segundo. Depois disso, Gomes perdeu rendimento por conta da quebra do push-rod dianteiro esquerdo após acertar a zebra da chicane do Café e passou a ser o ‘escudeiro’ de Camilo.
“Usei tudo o que pude e o que não pude no começo. Meu último push (to-pass) foi o que usei para ultrapassar o Marcos Gomes. Foram 12 pushs na primeira metade da prova, então eu sabia que largando em sétimo teria de ser assim e depois precisava torcer para acontecer o que aconteceu. O Marquinhos ficou segurando todo mundo e eu consegui ir abrindo e poupar bastante combustível também”, contou Camilo, que nas últimas cinco voltas correu sem a direção hidráulica.
O segundo colocado Daniel Serra não escondeu a tristeza de não ter vencido a corrida em São Paulo. “Fico um pouquinho frustrado porque a gente tinha um carro muito bom, vinha bem na frente, administrando a vantagem até o pitstop. Infelizmente, não sei ao certo o que aconteceu, mas a equipe me passou que perdemos sete segundos… Então fico chateado, porque a gente tinha tudo para ganhar, mas faz parte. Não posso tirar os méritos do Thiago e da equipe dele. Ele passou muito rápido o Marquinhos e acho que foi isso que concretizou a vitória”, explicou Serrinha.
Já para Max Wilson, o atual campeão da Copa Caixa Stock Car, a Corrida do Milhão BMC foi praticamente uma maratona. Depois de problemas na classificação (ficou em 30º) de sábado, a equipe mudou o acerto do carro e optou por largar dos boxes. Por isso, Max escalou todo o pelotão para conquistar mais um pódio na temporada e subir para segundo no campeonato. “O carro estava muito bom, a estratégia foi boa. A quantidade de carros que ultrapassei deixou a corrida mais divertida, apesar de complicada”, disse o piloto da Eurofarma RC.

6018547907_af0d8c5b7a_o

Agora com o bolso cheio, Thiago Camilo não sabe ao certo o que fará com o prêmio de R$ 1 milhão. O que ele tem certeza é que falta muita coisa ainda, e há muito desafio pela frente para conquistar seu primeiro título na categoria. “Meu objetivo é o título, quero começar bem o playoff e buscar esse campeonato. Mas, confesso, que ainda não sei o que fazer com o dinheiro. Antes de ganhar, a gente fala que vai fazer isso, fazer aquilo… mas a verdade é que agora a gente acaba fechando a mão”, brincou o piloto do carro #21.
E a definição dos 10 pilotos que irão disputar o título de 2011 na Mobil Super Final será na próxima etapa, dia 4 de setembro, nas ruas do Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador.
Villeneuve ficou contente
O canadense Jacques Villeneuve, piloto convidado que integrou a equipe Shell V-Power Racing, largou do 27º posto e cruzou a linha de chegada em 18º. O piloto, uma das atrações da Corrida do Milhão BMC, contou o que achou deste fim de semana na principal categoria do automobilismo nacional.
“Eu me diverti! A corrida foi muito agressiva e eu realmente aproveitei. Fiquei feliz com o resultado. Arriscamos e nosso ritmo de corrida estava bom. Gostei bastante”, finalizou o canadense que está disposto a voltar a correr na Stock Car.

tcamilo4

Resultado da sétima etapa da Copa Caixa Stock Car (7 de 12):
1º) Thiago Camilo, Ipiranga RCM (Chevrolet) – 36 voltas, em 1h06min27s374
2º) Daniel Serra, Red Bull Racing (Peugeot) – a 8s417
3º) Max Wilson, Eurofarma RC (Chevrolet) – a 13s447
4º) Nonô Figueiredo, Esso Mobil Super Racing FTS (Chevrolet) – a 13s623
5º) Átila Abreu, AMG Motorsports (Chevrolet) – a 20s824
6º) Xandinho Negrão, Medley FullTime (Peugeot) – a 23s571
7º) Popó Bueno, A.Matheis Motorsport (Chevrolet) – a 25s442
º) Ricardo Mauricio, Eurofarma RC (Chevrolet) – a 28s317
9º) Julio Campos, RZ Crystal Racing Team (Chevrolet) – a 29s225
10º) Antonio Pizzonia, Scuderia 111 (Peugeot) – a 30s002
11º) Marcos Gomes, Medley FullTime (Peugeot) – a 31s234
12º) David Muffato, Itaipava Racing Team (Peugeot) – a 31s403
13º) Eduardo Leite, Hot Car Competições (Chevrolet) – a 31s617
14º) Allam Khodair, Blau Vogel (Chevrolet) – a 32s214
15º) Ricardo Zonta, RZ Crystal Racing Team (Chevrolet) – a 32s970
16º) Ricardo Sperafico, Amir Nasr Racing (Peugeot) – a 33s294
17º) Rodrigo Sperafico, JF Racing (Peugeot) – a 34s732
18º) Jacques Villeneuve, Shell V-Power Racing (Peugeot) – a 35s290
19º) Valdeno Brito, Esso Mobil Super Racing FTS (Chevrolet) – a 35s753
20º) Denis Navarro, Bassani Racing (Peugeot) – a 38s173
21º) Alan Hellmeister, Scuderia 111 (Peugeot) – a 38s944
22º) Cacá Bueno, Red Bull Racing (Peugeot) – a 3 voltas
Não completou 75% (= 27 voltas)
23º) Lico Kaesemodel, Credipar RCM (Chevrolet) – a 11 voltas
24º) Luciano Burti, Itaipava Racing Team (Peugeot) – a 14 voltas
25º) Tuka Rocha, BMC Vogel (Chevrolet) – a 17 voltas
26º) Felipe Maluhy, Officer ProGP (Chevrolet) – a 17 voltas
27º) Alceu Feldmann, A.Matheis Motorsport (Chevrolet) – a 21 voltas
28º) Rodrigo Navarro, JF Racing (Peugeot) – a 23 voltas
29º) Giuliano Losacco, Hot Car Competições (Chevrolet) – a 25 voltas
30º) Duda Pamplona, Officer ProGP (Chevrolet) – a 25 voltas
31º) Tarso Marques, Amir Nasr Racing (Peugeot) – a 31 voltas
32º) Diego Nunes, Bassani Racing (Peugeot) – a 31 voltas
33º) Serafim Jr., AMG Motorsport (Chevrolet) – a 32 voltas
Melhor volta: Thiago Camilo (Ipiranga RCM), com 1min43s532 (média: 150 km/h)
Classificação da Copa Caixa Stock Car (após 7 de 12 etapas)
Os dez primeiros:
1) Thiago Camilo – 122 pontos
2) Max Wilson – 87
3) Cacá Bueno e Átila Abreu – 83
5) Ricardo Maurício – 70
6) Popó Bueno – 68
7) Marcos Gomes – 59
) Daniel Serra – 47
9) Allam Khodair – 46
10) Duda Pamplona – 42

A Copa Caixa de Stock Car tem organização e realização da Vicar Promoções Desportivas, com supervisão da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA). A Caixa é um dos patrocinadores oficiais da principal categoria do automobilismo, dando nome à divisão, que ainda tem o patrocínio da Goodyear, além do co-patrocínio de Esso, Bosch, Mobil Super, Pioneer e o apoio da Itaipava, Transzero e do Governo da Bahia. As montadoras são Chevrolet e Peugeot.

Texto e imagens:
Departamento de Comunicação da Vicar:
Fabrício de Lima (Mtb 58.051/SP) e Beatriz Karoline de Paula (Mtb 42.905/SP)
Contatos: (11) 3576-1366 / (11) 3576-1314 / 8335-4781/ ID – 55*121*44819
E-mail: imprensa@vicarbrasil.com.br



Comentários (0) Abrir comentarios