Cilindrada do Motor de Combustão Interna

Postado em: 03/2009

180px-cilindro_comp

Como máquina de combustão interna, o motor ciclo Otto, por exemplo, precisa de uma quantidade de ar mais combustível, na medida correta obedecendo ao conceito de estequiometria, para realizar sua função. Esta medida é um total de volume que o motor aspira chamado de cilindrada.

Na maioria das vezes quando falamos de motor ou especificamos algo do automóvel nos referenciamos através da cilindrada o tipo de motorização, como carro 1000 (mil) ou 2.0 (dois ponto zero) e assim por diante. Quando falamos desta maneira estamos nos referindo a capacidade volumétrica de um motor. Cilindrada é a capacidade que um motor tem de absorver, em volume, uma quantidade de mistura ar mais combustível para dentro do cilindro do motor.
Esta cilindrada é definida pelo curso que o pistão percorre dentro do cilindro e diâmetro interno do cilindro. A fórmula matemática para se calcular a cilindrada é praticamente a mesma do cálculo de volume geral de um cilindro. Vamos fazer um exemplo e utilizar medidas de curso e diâmetro de cilindro bem próxima a dos motores atuais e descobrir sua cilindrada. Sendo o curso do pistão de 8,55cm e o diâmetro do cilindro 8,60cm vejamos a cilindrada (CC);

CC= π x d2 x c x 4/4

Obs: d2= diâmetro ao quadrado

CC= 3,14 x (8,60)2 x 8,55 x 4/4

CC= 3,14 x 73,96 x 8,55 x 4/4

CC=1985,60ml

Então chegamos ao valor de uma cilindrada em torno de 1.985cc. Se contarmos o volume da câmara de combustão de cada cilindro somado ao volume dos cilindros arredondamos a cilindrada deste motor para 2.000 cc. Como a cilindrada é o volume podemos transformar para 2000 ml ou apenas 2.0 litros. Isto significa que este motor tem a capacidade de absorver indiferente da sua estequiometria uma capacidade de 2 litros de mistura carburante. Quanto maior a capacidade volumétrica ou cilindrada de um motor maior potência ele vai gerar resultante de uma maior queima, capacidade conversão térmica em realização de trabalho mecânico.

180px-cilindro_comp

Texto: Gionei da Rocha
Imagem: Alan W. Spring

Comentários(4) Abrir comentarios